Bem vindo
Quem sou eu
Serviços oferecidos
Manejo Reprodutivo
Ciclo estral em cadelas
Inseminação artificial
Momento de inseminar
Citologia vaginal
Vaginoscopia
Progesterona
Colheita de sêmen
Sêmen-Espermograma
Sêmen refrigerado
Banco de sêmen
Gestação
Parto
Neonatologia
Cuidados com os filhotes
Doenças da reprodução
Piometra
Brucelose
Vaginite pós cio/acasalamento
Cursos e palestras
Contato
 


A piometra é uma infecção do útero na qual ocorre presença de conteúdo purulento (pus) em seu interior.  

Idade – A incidência é maior em fêmeas mais velhas, mas pode também ocorrer nas jovens e adultas.

Quando ocorre – Na maioria das vezes no período de 15 dias até um mês após o cio.

Por que ocorre – Na fase progestacional (diestro) existe uma maior quantidade de produção de muco pelo endométrio uterino. Este fator favorece a proliferação de bactérias caso elas consigam se situar neste meio. Muitas vezes começa apenas com um espessamento da parede uterina, com presença ou não de cistos evoluindo para presença de pus no lúmen uterino. Três fatores são bem importantes para que isso ocorra: genética, higiene do meio ambiente e aplicação indiscriminada de hormônios.

Sintomas – Os sintomas são variáveis e podem evoluir desde uma pequena secreção purulenta vaginal até mesmo para uma síndrome toxêmica na qual a cadela pode entrar em estado de choque.  Este quadro é mais comum quando a fêmea tem a cérvix (entrada para o útero) fechada. Alguams cadelas com piometra bebem muita água e urinam com frequência (síndrome de poliúria e polidipsia).

Como diagnosticar – o melhor método para diagnosticar esta alteração é pela ultrasonografia. O estado geral da fêmea pode ser verificado com exames de sangue (hemograma e bioquímico).

Tratamento – O tratamento mais preconizado é a retirada do útero e ovários, ou seja, a castração. Existem tratamentos medicamentosos que são utilizados somente se o proprietário ainda pretende utilizar a fêmea em reprodução.

Prognóstico -De reservado a bom. Mas deve-se sempre lembrar que isso vai depender muito do estado geral que a fêmea se encontra no momento do diagnóstico.

É importante que uma vez que o médico veterinário diagnosticou a piometra, a cirurgia ou tratamento deve ser feito o mais rápido possível.


Nesta imagem pode-se observar o útero exteriorizado em cirurgia para sua retirada. O aumento de volume dos cornos uterinos é devido ao puz em seu interior - piometra.