Bem vindo
Quem sou eu
Serviços oferecidos
Manejo Reprodutivo
Ciclo estral em cadelas
Inseminação artificial
Momento de inseminar
Citologia vaginal
Vaginoscopia
Progesterona
Colheita de sêmen
Sêmen-Espermograma
Sêmen refrigerado
Banco de sêmen
Gestação
Parto
Neonatologia
Cuidados com os filhotes
Doenças da reprodução
Cursos e palestras
Contato
 


O sêmen é composto pelos espermatozóides e líquido seminal.
Os espermatozóides são produzidos nos testículos e maturados e armazenados nos epidídimos.

Espermograma é o nome que se dá ao exame utilizado para avaliar as condições do sêmen.

O volume do sêmen varia conforme a raça do cão, tipo de colheita e algumas alterações do sistema reprodutivo. Varia de 0,8 até ao redor de 70 ml ou mais.

A coloração normal deve ser branco opalescente.

A motilidade espermática, ou seja, quantos dos espermatozóides estão se movimentando em linha reta deve ser acima de 70% e a velocidade com que eles andam (vigor) deve ser no entre 3 a 4 no mínimo, em uma escala graduada de 0 a 5.

A concentração, ou seja, o número de espermatozóides no ejaculado total deve ser acima de 200 milhões para que o cão, em princípio, seja considerado fértil neste aspecto.

Os espermatozóides devem ter no máximo 20% de defeitos ou alterações.

Imagem: amostra de sêmen puro.


O sêmen também deve ser analisado quanto a morfologia e funções dos espermatozóides. Para isso existem diversas colorações específicas como está ilustrado na imagem abaixo.

Imagem: espermatozóides de cão corados com diferentes metodologias. 


~° ~° ~° ~° ~°
Espermograma normal x fatores ocultos = infertilidade em machos

A grande pergunta dos criadores e proprietários: por que meu cão tem espermograma normal (análise do sêmen) e não consegue produzir nenhum filhote? Hoje sabemos de algumas respostas. Uma delas é que os espermatozóides podem ter seu DNA degenerado (fragmentado) o que pode levar a baixos, ou até mesmo nulos, índices de fertilidade. Um outro fator é a presença em excesso de espécies (substâncias) reativas ao oxigênio (ROS), ou radicais livres, no líquido seminal, o que dificulta a fertilidade também. Portanto, cães com sêmen aparentemente normal, podem ser inférteis, por outros motivos que não são diagnosticados em exames normais. Denominam-se fatores ocultos...

~° ~° ~° ~° ~°